E então? Vamos conversar para tornar seu lar mais seguro?

Como evitar que o pior aconteça em seu condomínio

Como evitar que o pior aconteça em seu condomínio
Por: Equipe Segura Redes
1 comentário(s) ApartamentoBlog

Especialmente nas grandes cidades, podemos observar um número crescente de roubos e violência, o que acaba por deixar as pessoas inseguras. Essa preocupação não se limita aos momentos em que estamos fora de casa.

Segundo pesquisas, muitos condomínios não contam com uma estrutura de segurança adequada. Para ajudar você a resolver esse problema, reunimos uma lista de mudanças que deixarão seu condomínio mais protegido.  Se você é morador, síndico ou zelador, não perca uma linha deste conteúdo.

Não entregue a chave de sua residência para terceiros

Com exceção de familiares próximos ou amigos de confiança, nenhuma outra pessoa deve ter acesso a chave da sua casa. Caso perca o seu chaveiro, troque imediatamente as trancas da portas. Esse cuidado reduz significativamente as chances da sua moradia ser invadida.

Seja criterioso com reformas e obras

Se for necessário realizar algum trabalho no condomínio, verifique se os contratados têm credibilidade no mercado. Para tanto, cheque as credenciais dos profissionais, bem como as referências da empresa com outros contratantes. De preferência, peça aos trabalhadores que eles apresentem um crachá de identificação quando entrarem na propriedade. Todo o visitante e prestador de serviço deve fornecer os seus dados antes de passar pelo portão.

Use a tecnologia a seu favor

Hoje, existem inúmeros equipamentos que reforçam a segurança de todos os condôminos. Entre as opções disponíveis no mercado estão as câmeras e os alarmes. A maioria desses recursos dispõe de comunicação direta com uma empresa de vigilância. Além de evitar eventuais roubos e assaltos, ambas as tecnologias auxiliam a descobrir quem cometeu o crime. E lembre-se: todos os habitantes do condomínio precisam estar a par das ações implementadas para reforçar a proteção.

Coloque interfones

Ter interfones que funcionem é essencial para quando houver visitantes ou entregas para alguma das casas ou apartamento. Mesmo se não tiver porteiro, será possível gerenciar quem entra no condomínio, minimizando os riscos. Essa é uma ferramenta relativamente barata e de extrema importância para a atuação do porteiro, já que o resguarda de um contato direto com estranhos.

Instale portões automáticos

Com portões que abrem e fecham automaticamente, os moradores ficam menos suscetíveis a assaltos. Isso porque, assim, não será necessário descer do veículo para entrar no condomínio. Afinal, durante a abertura das portas é um dos momentos em que os ladrões aproveitam para invadir as casas ou roubar os veículos.

Conheça os seus vizinhos

Sobretudo em grandes condomínios, saber quem são os seus vizinhos pode não ser uma tarefa fácil. No entanto, vale a pena estabelecer uma boa relação com as pessoas que habitam perto, para que você fique mais tranquilo. Desse modo, uma eventual movimentação estranha em alguma casa ou apartamento próximo é notada com maior rapidez. Também é bastante útil contar com amigos nos arredores que olhem a sua casa, caso você precise viajar, por exemplo.

Uma boa ideia é pedir ao síndico para determinar um código de segurança comum aos residentes. A colaboração de cada um é fundamental para que os pontos aqui descritos sejam eficazes.

Esperamos que você aproveite as nossas dicas para reforçar a sua segurança e dos demais moradores do condomínio.

E você tem mais alguma dica de segurança em condomínio? Compartilhe conosco nos comentários abaixo.

Grande abraço!

Imagens: Fotolia